NOITE ASSOMBRADA


Essa é uma história assustadora! Digo, não é daquelas que tiram o nosso sono, sabe? Ou, talvez, até tire. Não sei. Depende do medo que você tenha do guarda-roupa do seu quarto.

Como alguém pode ter medo de um guarda-roupa? Oras! Todos nós podemos, especialmente quando o guarda-roupa começa a se mexer sozinho e chamar pelo nosso nome no meio da madrugada escura.

Já ouviu falar que os guarda-roupas não servem só para guardar nossas roupas? Que eles podem ser portais para universos paralelos, que dão em florestas encantadas, de fadas, bruxas e duendes? Não?! Nem eu!

Mas teve uma noite em que o guarda-roupa do quarto do Luquinhas começou a se mexer sozinho e chamar por ele:

 Luquiiiiiiiinhas! Acorda, Luquinhas!

No começo, Luquinhas nem deu bola. Apenas se enfiou nos cobertores, abraçou bem forte o travesseiro e ficou tremendo igual vara verde. Depois de um tempo (e com muito calor por ficar debaixo dos cobertores numa noite quente de rachar), ele tomou coragem - pelo menos um pouquinho -, saiu da cama e caminhou em direção ao guarda-roupa, de olhos bem fechados para evitar ver algum fantasma pelo caminho. Ao abrir a porta do guarda-roupa, uma luz muito forte invadiu todo o quarto. Luquinhas até acordou.

Era só um sonho, vejam só! Quem estava chamando por ele era sua mãe, pois já tinha passado da hora de se levantar para ir para a escola. Para apressar o dorminhoco, ela ligou a luz do quarto. Mãe tem dessas coisas.

FEED - RSS

Informe seu e-mail para receber novidades do nosso site:

Por: FeedBurner